Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Após ano de retração, exportações iniciam 2016 com queda de 1,65%

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Após ano de retração, exportações iniciam 2016 com queda de 1,65%

10-02-2016 14:37

O ano passado foi desanimador para o mercado de exportações em Mato Grosso do Sul. Depois de fechar 2015 com queda de 9,7% no volume exportado, em relação ao ano anterior, o Estado inicia 2016 com os mesmos números de dezembro. Com isso, o montante exportado teve queda de 1,65% em janeiro, na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Foram exportados o equivalente U$ 318,3 milhões e a importação ficou em U$ 205 milhões, em janeiro. O superavit é de U$ 113 milhões.

Levantamento do Mdic (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) mostra que o resultado do mês não foi pior no que se refere a exportação, em função de aumento expressivo nas negociações de milho em grão e farinhas de óleo de soja.

Em segundo lugar na lista dos produtos mais exportados, o milho aumentou as negociações em 42,6%, passando de U$ 41,9 milhões para U$ 59,8 milhões. Foram 364,2 mil toneladas vendidas para o exterior.

Em terceiro no ranking, farinhas da extração do óleo de soja tiveram alta de 322% nas exportações. O produto mais exportado, pasta química de madeira, teve alta de apenas 7%, movimentando U$ 103 milhões.

Em compensação, outros produtos importantes na balança comercial registraram queda. A exportação de açúcares de cana caiu 65,8%, passando de U$ 61 milhões para U$ 20,8 milhões. Carnes desossadas de bovino caíram 35%, de U$ 32 milhões para U$ 20,5 milhões. A Secretaria de Comércio Exterior do Mdic não divulgou os dados de janeiro referentes a soja.

Exportação – A China aumentou a importação de produtos de MS em 50,4% e permanece em primeiro na lista dos maiores compradores. Em janeiro, foram negociados U$ 67,3 milhões com o país asiático.

A Holanda retraiu as compras em 18% e a Itália em 9,7%. O Japão, em sexto lugar entre os que mais compram de MS, aumentou as importações do Estado em 73%, na comparação com janeiro de 2015.

Importação – Todos os cinco primeiros países da lista dos que mais importam de MS reduziram as compras, em janeiro. A Bolívia, que lidera o ranking, reduziu a importação em 43%, de U$ 256,8 milhões para U$ 144,9 milhões. O país compra 70% de tudo o que é exportado por Mato Grosso do Sul.

Além de compradora, a China também vende produtos para o Estado. As negociações nesse âmbito caíram 60%, no período. Em terceiro lugar, o Paraguai comprou 38% a menos. O Chile derrubou as importações de MS e, 65% e a Indonésia em 23%. Dos 30 países que mais importam, 19 diminuíram o volume de compras.

Fonte: https://www.campograndenews.com.br/economia/apos-ano-de-retracao-exportacoes-iniciam-2016-com-queda-de-1-65
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.