Comissão Bilateral define agenda para reforçar parceria estratégica entre Brasil e Argentina

26-04-2016 10:51

 
O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, recebeu o ministro de Produção da Argentina, Francisco Cabrera para a primeira reunião da Comissão Bilateral de Produção e Comércio. As partes  coincidiram em termos de conteúdo e prioridades no âmbito da agenda bilateral, e sobre a importância de considerar objetivos de longo prazo. 
 
A Comissão, que deverá se reunir regularmente, manifestou compromisso em dar impulso efetivo para a solução de questões pendentes que afetam a fluidez do comércio bilateral. Foram tratados, durante a reunião da Comissão, temas relevantes para a relação comercial entre os dois países; questões afetas ao Mercosul; além de discutida a agenda comercial externa do bloco.
 
No âmbito bilateral, integração produtiva, facilitação de comércio, remoção de barreiras não tarifárias e convergência regulatória foram apontados como questões prioritárias para fortalecer a relação bilateral. 

Quanto ao Mercosul, Brasil e Argentina discutiram alternativas para agilizar o processo de tomada de decisões dentro do Bloco, além de concordarem em impulsionar as negociações em compras governamentais e facilitação de investimentos. As partes concordaram, ademais, na importância de que o Mercosul tenha uma agenda extrarregional ativa, que permita acesso competitivo a terceiros mercados. Neste sentido, ressaltaram a relevância da troca de ofertas com a União Europeia marcada para a segunda semana de maio.

Em relação ao setor automotivo, os ministros enfatizaram a importância da parceria estratégica entre os dois países, visando à formação de uma plataforma automotiva regional, buscando o incremento da produtividade e da competitividade em nível global. 

Nesse sentido, os ministros saudaram a retomada das reuniões do Comitê Automotivo Bilateral e a definição de uma agenda de trabalho comum com políticas convergentes para o fortalecimento do setor automotivo regional. Ambos definiram os objetivos comuns de integração produtiva, geração de empregos, agregação de valor tecnológico e acesso a novos mercados. Concordaram ainda com o objetivo de alcançar o livre comércio bilateral do setor automotivo, de maneira progressiva e em condições de equilíbrio, fortalecendo estruturas e capacidades produtivas de cada parte.

O conjunto de diretrizes que conformam o plano de trabalho do Comitê Automotivo para a negociação do regime automotivo bilateral será examinado e monitorado em bases permanentes por este Comitê. 

As partes se comprometeram a fazer os melhores esforços para levar adiante as diretrizes que conformem um novo acordo automotivo, antes de 30 de junho de 2016, fortalecendo a estratégia de integração produtiva, tecnológica e comercial.

A próxima reunião da Comissão Bilateral de Produção e Comércio será realizada em junho, em Buenos Aires. 

 
Fonte: MDIC
Menu