Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Dados otimistas ofuscam temores sobre vírus e dólar passa a cair ante real

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar passava a cair contra o real na manhã desta quarta-feira, com dados positivos sobre a atividade nas principais economias ofuscando momentaneamente os temores em relação a uma segunda onda global de coronavírus.

A moeda norte-americana havia começado o pregão em leve alta, chegando a tocar 5,4773 reais na máxima, minutos após a abertura, mas logo perdeu força.

Às 10:15, o dólar recuava 0,76%, a 5,3985 reais na venda. Na mínima do dia, a moeda dos EUA foi a 5,3757 reais.

Na B3, o dólar futuro tinha queda de 1,08%, a 5,404 reais.

“A alta (do início do pregão) foi marginal; a direção do dia é de queda”, afirmou Flávio Serrano, economista-chefe do banco Haitong. “Houve dado econômicos mais fortes lá fora, e isso tem sido visto positivamente.”

Relatórios divulgados nesta quarta-feira mostraram que a contração da indústria da zona do euro foi mais fraca do que o inicialmente calculado em junho, enquanto a atividade industrial da China cresceu a um ritmo mais forte depois que o governo suspendeu as medidas de restrição do coronavírus.

“Os dados reportados surpreenderam positivamente as expectativas do mercado”, comentaram analistas do Bradesco (SA:BBDC4) em nota. “O conjunto de dados ainda é compatível com recessão no segundo trimestre (…), mas apontam para retomada à frente, que deve se materializar se não houver segunda onda de contágio.”

Serrano disse que a possibilidade de novos surtos do vírus pelo mundo ainda preocupa os investidores, mas os números promissores aliviaram a pressão, pelo menos por enquanto.

Também no radar dos investidores, representando risco negativo, a criação de vagas de trabalho no setor privado dos Estados Unidos ficou abaixo do esperado em junho.

No exterior, o dólar perdia terreno contra algumas das principais divisas arriscadas pares do real, com peso mexicano, rand sul-africano e dólar australiano.

Contra o real, a moeda norte-americana acumula alta de mais de 30% no ano de 2020, com o cenário local de juros baixos e incertezas políticas e econômicas afastando os investidores dos ativos brasileiros.

Na véspera, o dólar à vista teve alta de 0,27%, a 5,44 reais na venda.

O Banco Central ofertará nesta quarta-feira até 12 mil contratos de swap cambial tradicional com vencimento em novembro de 2020 e março de 2021

Fonte: Read More

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.