Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Dólar avança com cautela global e euro fraco após declaração de Lagarde

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Um escândalo envolvendo vários dos principais bancos globais provocou cautela nos mercados internacionais nesta segunda, 21, o que apoiou a compra do dólar. Além disso, o risco de novas paralisações da atividade por causa da covid-19 e declarações da presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, sobre o euro contribuíram para o movimento.

No fim da tarde em Nova York, o dólar subia a 104,69 ienes, o euro recuava a US$ 1,1767 e a libra tinha baixa a US$ 1,2812. O índice DXY, que mede o dólar ante outras divisas principais, subiu 0,79%, a 93,656 pontos.

Documentos obtidos pelo BuzzFeed e compartilhados com um consórcio internacional de jornalistas (ICIJ, na sigla em inglês) mostram que mais de US$ 2 trilhões de origem potencialmente ilícita foram transacionados no sistema financeiro internacional por quase duas décadas. A notícia provocou uma onda de aversão ao risco nos mercados, com queda forte das bolsas dos dois lados do Atlântico.

O avanço do novo coronavírus pela Europa, com uma segunda onda da doença, e o risco de que isso provoque novos problemas na atividade também contribuíram para a cautela – na avaliação do BK Asset Management, isso teve o maior peso no mercado cambial hoje. A consultoria Eurasia comentou que o Reino Unido pode ter de recorrer a medidas do tipo. O noticiário sobre a covid-19 pressionou a libra, segundo a Western Union, que também destaca em relatório a volatilidade da moeda britânica com as dúvidas no futuro comercial, após a saída do país da União Europeia (Brexit).

O euro, por sua vez, ampliou perdas após Lagarde dizer que o BCE está atento à valorização recente da moeda. Segundo ela, o movimento no câmbio “obviamente exerce papel em diferentes áreas relacionadas à política monetária, o que coloca pressões negativas sobre os níveis dos preços”. Após a fala, o dólar ampliou sua alta.

O BBH afirmou em relatório que o dólar era apoiado hoje pela aversão ao risco, mas considerou que o movimento poderia se mostrar de fôlego curto. O banco nota que a política dos EUA estará cada vez mais em foco, conforme se aproxima a data da disputa pela Casa Branca.
Fonte: br.investing.com

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.