Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Dólar cai ante rivais, com impasse em Washington por novos estímulos à economia

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

O dólar recuou na comparação com outras moedas fortes, no pregão desta quinta-feira, 13, e manteve a tendência de desvalorização. Na visão de analistas, o impasse entre republicanos e democratas em torno de um novo pacote fiscal nos Estados Unidos reforça a percepção de que a Europa sairá antes da crise, o que fortalece as moedas do continente.

Perto do horário de fechamento das bolsas de Nova York, o dólar subia a 106,96 ienes, o euro avançava a US$ 1,1805 e a libra registrava alta a 1,3050. O índice DXY, que mede a variação da moeda americana contra seis divisas fortes, fechou em baixa de 0,12%, a 93,335 pontos.

Além de gerar cautela no mercado acionário, a falta de consenso político nos EUA por mais estímulos fiscais pressiona a moeda americana. “O desempenho inferior da economia dos EUA deve se traduzir em desempenho inferior do dólar”, dizem analistas do banco de investimentos Brown Brothers Harriman (BBH). Para os profissionais, a Europa, que aprovou recentemente um pacote fiscal de 750 bilhões de euros, deve sair antes da crise.

Porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany disse hoje que a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, precisa “voltar do recesso e negociar” o pacote de estímulos. A democrata, entretanto, afirmou que os dois partidos estão “a milhas de distância” de um acordo.

“O dólar cai à medida que as perspectivas de crescimento dos EUA diminuem”, diz o analista de mercado Joe Manimbo, do Western Union. Ele ressalta que a moeda americana chegou a reduzir as perdas após uma nova redução nos pedidos semanais de auxílio-desemprego nos EUA, mas manteve a queda. “Embora seja um grande passo na direção certa, o nível geral de pedidos permanece historicamente alto, ressaltando a urgência de Washington fazer acordo por um novo pacote de ajuda”, explica.

Ante divisas emergentes e ligadas a commodities, o dólar operou sem direção única. No final da tarde em Nova York, a moeda dos EUA caía a 22,2060 pesos mexicanos e a 17,4403 rands sul-africanos, mas avançava a 73,1410 pesos argentinos.

No México, o banco central decidiu cortar a taxa básica de juros em 50 pontos-base, para 4,5% ao ano.

Fonte: Read More

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.