Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Dólar caminha para 3° ganho semanal consecutivo ante real com exterior cauteloso

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar acelerava a alta em relação ao real nesta sexta-feira, aproximando-se da marca de 5,45 reais e caminhando para seu terceiro ganho semanal consecutivo em meio à cautela no exterior devido a temores sobre uma segunda onda de coronavírus.

Às 10:11, o dólar avançava 1,85%, a 5,4264 reais na venda. Na máxima da sessão, o dólar saltou a 5,4430 reais, maior nível desde o final de maio.

O principal contrato de dólar futuro subia 1,46%, a 5,4345 reais.

Esta foi uma semana turbulenta para ativos arriscados, uma vez que temores sobre uma segunda onda de Covid-19, que poderia forçar a retomada de medidas de contenção economicamente prejudiciais, elevavam a cautela dos investidores.

“A avaliação da presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, de que provavelmente o pior da crise ficou para trás levou os negócios na Europa ao campo positivo. Contudo, no restante do mundo, predomina o sentimento de cautela com o avanço do número de casos, especialmente nos EUA”, disseram analistas do Bradesco (SA:BBDC4) em nota.

Lagarde disse nesta sexta-feira que a zona do euro “provavelmente superou” o pior da crise econômica causada pela pandemia de coronavírus, mas a recuperação será irregular.

No exterior, refletindo movimentos de aversão a risco, o dólar ganhava contra os principais pares do real, como peso mexicano, lira turca, rand sul-africano e dólar australiano.

Roberto Motta, responsável pela mesa de futuros da Genial Investimentos, destacou em live desta sexta-feira a volatilidade do real ante o dólar nas últimas sessões, que tem superado a de seus pares emergentes, e disse que é uma questão que deve ser abordada pelo Banco Central.

A autarquia tem marcado sua presença nos mercados com leilões de swap tradicional, e na véspera vendeu 750 milhões de dólares em leilão com compromisso de recompra, mas muitos analistas pensam que essas medidas têm impacto limitado sobre os mercados de câmbio.

Nesta sexta-feira, o Banco Central fará leilão para rolagem de até 12 mil contratos de swap cambial tradicional com vencimento em novembro de 2020 e fevereiro de 2021.

Esta é a terceira semana consecutiva de alta do dólar, que já recuperou força depois de cair abaixo de 5 reais no início do mês. A divisa norte-americana acumula alta de 2,10% desde o fechamento da última sexta-feira e já salta mais de 35% contra o real no ano de 2020.

O dólar negociado no mercado interbancário fechou a última sessão com variação positiva de 0,06%, a 5,3278 reais na venda.

Fonte: Read More

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.