Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Dólar inicia maio em disparada contra real com tensões EUA-China e pressões políticas domésticas

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar iniciou o mês de maio em disparada contra o real, chegando a superar 5,61 reais nesta segunda-feira, em meio a temores sobre um retorno da guerra comercial entre Estados Unidos e China e tensões políticas internas.

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou na semana passada que seu árduo acordo comercial com a China agora é de importância secundária diante da pandemia de coronavírus, e ameaçou novas tarifas sobre Pequim à medida que seu governo elabora medidas de retaliação diante da crise de saúde.

Em outro desdobramento tenso na retórica entre as duas maiores economias do mundo, o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse no domingo que há “quantidade significativa de evidências” de que o coronavírus surgiu em um laboratório chinês.

“A intensificação dessas tensões (entre EUA e China) ocorre em um cenário no qual prevalecem as preocupações em relação ao PIB global”, disse o Bradesco (SA:BBDC4) em boletim diário. “Assim, o dólar se fortalece, ao passo que os mercados acionários operam em queda e os contratos futuros de petróleo voltam a recuar.”

Às 10:21, o dólar avançava 2,98%, a 5,5998 reais na venda. Na máxima do dia, alcançada logo após a abertura, o dólar tocou 5,6152 reais na venda, alta de 3,25%.

Na B3, o principal contrato de dólar futuro tinha alta de 2,02%, a 5,6065 reais.

LEIA MAIS: Tensões políticas e econômicas internas e externas podem levar dólar a recorde!

Enquanto isso, o ambiente político doméstico continua desfavorável para os ativos locais, disse à Reuters Luciano Rostagno, estrategista-chefe do banco Mizuho.

“Bolsonaro segue apoiando manifestações contra o Supremo Tribunal Federal e o Congresso, estressando ainda mais as relações entre os poderes. Isso pode agregar à pressão de baixa sobre o real.”

No domingo, após fazer aparição de quase uma hora na rampa do Palácio do Planalto para centenas de pessoas que se manifestavam a favor do seu governo e contra o STF e o presidente da Câmara, o presidente Jair Bolsonaro disse que a Constituição será cumprida no país “a qualquer preço” e que o governo tem o povo e as Forças Armadas ao seu lado.

As declarações ocorreram após o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes suspender a nomeação de Alexandre Ramagem para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal, em decisão liminar, citando possível comprometimento do indicado, que tem relação de amizade com a família de Bolsonaro.

Nesta segunda-feira, o presidente nomeou ao cargo Rolando Alexandre de Souza, braço direito de Ramagem.

Segundo levantamento feito por Rostagno, “77% da variação da queda do real (em abril) veio de fatores domésticos”. “Isso mostra o quanto esse ambiente político turbulento está afetando a moeda brasileira.”

O dólar negociado no mercado interbancário fechou a última sessão de abril, na quinta-feira, com salto de 1,55%, a 5,4380 reais na venda, encerrando o mês em alta de 4,69%.

No ano de 2020, em meio ainda a cenário de juros baixos e incertezas econômicas globais, o dólar já acumula alta de quase 40% contra o real.

Nesta segunda-feira, o Banco Central fará leilão de até 10 mil contratos de swap cambial tradicional com vencimento em setembro de 2020 e janeiro de 2021 para rolagem.

Fonte: Investing.com

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.