Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Dólar se enfraquece ante rivais, com atenção à política dos EUA e euro forte

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

O dólar se enfraqueceu ante rivais nesta terça-feira, 29, com intensa atenção para a política dos Estados Unidos, devido ao debate presidencial entre Joe Biden e Donald Trump, que acontece hoje à noite. O euro teve uma das maiores altas com relação ao dólar, reagindo a indicadores positivos. Entre os emergentes, a lira ampliou perdas, com o acirramento de tensões geopolíticas.

O índice DXY, que mede o dólar ante outras moedas principais, operou em queda ao longo do dia, prolongando o movimento de ontem. O DXY terminou em queda de 0,41%, a 93,891 pontos. No entanto, dentre as moedas do índice, a divisa dos EUA valorizou e era cotado a 105,70 ienes no fim da tarde em Nova York.

O debate de hoje nos EUA é “um catalisador potencial para o dólar, especialmente se o presidente puder melhorar sua condição de azarão, de acordo com dados de pesquisas”, indica a Western Union sobre a performance de Trump. As negociações fiscais igualmente são monitoradas, após a oposição democrata apresentar um pacote, como menciona em relatório o Rabobank, o qual destaca que ainda não está claro se pode haver acordo sobre o tema.

“Continuamos a ver o salto recente do dólar como um ajuste de posicionamento, ao invés de uma mudança de tendência. O dólar fraco deve permanecer em vigor devido à combinação de um Fed ultra-dovish e dados econômicos em desaceleração nos EUA”, avalia o BBH.

O euro se valorizou em relação ao dólar, após dois indicadores da região da moeda comum. O índice de sentimento econômico da zona do euro avançou a 91,1 em setembro, acima da previsão de 89,0 dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal. O índice de confiança do consumidor subiu a -13,9 em setembro, como previsto.

“Os dados do bloco hoje mostraram um misto da recuperação, à medida que o sentimento econômico melhorou, mas a inflação ao consumidor alemão caiu”, apontou a Western Union, também citando a queda no CPI alemão divulgado hoje. O euro se valorizava perante o dólar, cotado a US$ 1,1745 no fim da tarde.

“A libra esterlina permanece em oferta devido ao otimismo contínuo com o Brexit e provavelmente testará a área de US$ 1,30”, avalia o BBH, que vê indícios positivos nas negociações entre Londres e Bruxelas, a despeito de percalços como as divergências internas no partido conservador. A libra teve hoje modesta valorização frente ao dólar, cotada a US$ 1,2863.

Entre os emergentes, após a intensa desvalorização de ontem, a lira e o rublo diminuíram as perdas frente ao dólar. Com o receio do envolvimento de ambos os países no confronto entre Armênia e Azerbaijão, no qual os dois tem aliados tradicionais, as moedas se desvalorizaram no começo da semana.

Moscou buscou uma postura mais neutra e apaziguadora, e o rublo teve valorização nesta terça, cotado a 78,942 rublos frente ao dólar. Ancara teve uma posição mais combativa no apoio a Baku, e viu a lira chegar a mínima histórica, tendência diminuída ao longo do dia, cotada a 7,8075 frente ao dólar, valor que chegou a 7,8580 mais cedo.
Fonte: br.investing.com

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.