Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Dólar sobe com queda do euro para máxima de 1 mês devido a medos de segunda onda

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Por Yasin Ebrahim

Investing.com – O dólar aproveitou uma queda do euro para conseguir uma máxima de mais de um mês na segunda-feira (21), e pareceu recuperar seu status de porto seguro em meio a tensões sobre o crescimento global e às crescentes chances de a Europa impor novamente medidas de bloqueio para conter o disseminação da Covid-19.

O Índice Dólar, que mede o dólar norte-americano em relação a uma cesta de seis principais moedas, subiu 0,80%, para 93,69, a maior alta desde 13 de agosto.

“Espere muito mais restrições nos próximos dias e semanas, especialmente na Europa”, disseram analistas do Deutsche Bank em uma nota na segunda-feira. “O fato de o vírus já estar se espalhando rapidamente é uma grande preocupação.”

Os ministros da saúde europeus alertaram para o impacto de uma segunda onda, com o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, alertando na segunda-feira que a Alemanha poderia ver picos de infecção após uma propagação em países como França, Áustria e Holanda.

No Reino Unido, Patrick Vallance, o principal conselheiro científico da Grã-Bretanha, disse que pode haver 50.000 novas infecções todos os dias até meados de outubro se o vírus continuar no seu ritmo atual.

O par EUR/USD caiu 0,66%, para US$ 1,1759, e o GBP/USD caiu 0,89%, para US$ 1,2801.

Ainda assim, a recuperação do dólar pode ser de curta duração, já que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, provavelmente reiterará o ambiente de taxas de juros mais baixas por mais tempo do banco em depoimento ao Congresso no final desta semana, disse o ING em uma nota.

“Isso deve manter o dólar em desvantagem, mesmo que os dados da Europa desapontem”, acrescentou o banco. “Ao mesmo tempo, deve deixar o USD incapaz de encenar recuperações de longa duração e esperamos que a tendência benigna de baixa do dólar tome forma novamente esta semana.”
Fonte: br.investing.com

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.