Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Dólar supera R$5,46 e bate máxima desde junho com atenções a exterior

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

O cenário de incerteza no exterior, com a volatilidade inerente à aproximação das eleições nos Estados Unidos, e no Brasil, com o que é percebido como ameaça fiscal pela possibilidade de burlar o teto de gastos, fez o investidor buscar refúgio no dólar nesta segunda-feira, 10. Depois de passar a manhã em queda frente ao real, atingindo a mínima do dia nos R$ 5,3532, a divisa americana engatou uma trajetória de alta na etapa vespertina dos negócios para subir a R$ 5,4663 no fechamento, a maior desde 22/05/2020 (R$ 5,5797).

“Grande parte desta alta vista hoje vem com impulso de fora. Há um cenário incerto sobre o que pode ocorrer com a economia americana. Mas há questões domésticas também, como o fato de o Copom ter deixado a porta aberta para mais cortes, vamos ver a ata da reunião amanhã (terça-feira), e as preocupações fiscais”, avalia Bruno Musa, sócio da Acqua Investimentos, ressaltando que a possibilidade do teto de gastos ser burlada é algo que tem sido olhado com muita atenção pelo mercado. “Já sabemos que os fundamentos macroeconômicos foram dilacerados e a grande atenção é como reverter a trajetória da dívida”.

Segundo Musa, existe uma busca por dólar, com os clientes enviando recursos para investir no exterior e também elevando o porcentual de suas carteiras em moeda mais forte.

Durval Corrêa, assessor financeiro da Via Brasil Serviços Empresariais, complementa que, com o cenário de incertezas – com as eleições americanas e a disputa entre Estados Unidos e China, o dólar ainda é o refúgio tradicional para onde estão indo os investidores. “Há uma pressão compradora mais forte, mostrando tomada de posição de retaguarda ainda mais com a questão do déficit fiscal e as questões da reforma tributária, que têm trazido alguma instabilidade no Brasil”, diz.

A animosidade entre EUA e China seguiu aumentando nesta sessão. Autoridades americanas foram hoje ao Twitter para se manifestar contra a prisão de Jammy Lai, editor do jornal Apple (NASDAQ:AAPL) Daily, de Hong Kong, com base na lei de segurança nacional imposta pela China à ex-colônia britânica. O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, escreveu: “A prisão de Jimmy Lai em Hong Kong é profundamente ofensiva e uma afronta às pessoas que amam a liberdade em todo o mundo”. Mais cedo, foi o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, que se pronunciou: “Estou profundamente preocupado com os relatos da prisão de Jimmy Lai pela draconiana Lei de Segurança Nacional de Hong Kong. Outra prova de que o Partido Comunista da China eviscerou as liberdades de Hong Kong e corroeu os direitos de seu povo”, publicou Pompeo em seu Twitter.

Fonte: Read More

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.