Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Dólar tem leve queda contra real de olho em BCE e varejo doméstico

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar abandonou queda moderada de mais cedo e rondava estabilidade ante o real nesta terça-feira, acompanhando o desempenho da divisa norte-americana no exterior, em dia de atenção dos mercados à visão do Banco Central Europeu (BCE) sobre o comportamento do euro, enquanto investidores analisavam dados domésticos sobre inflação e vendas no varejo.

Às 14h39, o dólar tinha variação negativa de 0,05%, a 5,2973 reais na venda. O contrato mais líquido de dólar futuro perdia 0,25%, a 5,2975 reais, ante piso intradiário de 5,2725 reais.

O dólar ainda caía 0,1% ante uma cesta de moedas, mas deixou para trás a mínima da sessão, quando recuou quase 0,6%. O euro subia 0,5%, metade da alta de 1% registrada mais cedo, quando o mercado reagiu a declarações da presidente do BCE, Christine Lagarde, minimizando especulações de que o BCE estivesse incomodado com a valorização do euro e que poderia agir de forma iminente para conter os ganhos da moeda única.

A maioria dos pares emergentes do real –como peso mexicano, rand sul-africano, peso chileno e peso colombiano –perdiam terreno ante o dólar, depois de altas mais cedo na sessão.

“As divisas já haviam ganhado bastante ontem, e a valorização da manhã pode ter suscitado um movimento de realização nas moedas emergentes”, explicou Luciano Rostagno, estrategista-chefe do banco Mizuho, que também citou temores sobre o Brexit e a demora nas negociações de um novo pacote de estímulo nos EUA como fatores que limitavam o apetite por risco nos mercados internacionais.

O dólar chegou a cair 0,57% na mínima do pregão, a 5,2699 reais, na esteira do terceiro mês seguido de aumento nas vendas no varejo, que tiveram o melhor julho da série histórica, iniciada em 2000.

“Acho que esses dados de varejo surpreenderam positivamente, mostrando que a economia brasileira está se recuperando fortemente, o que favorece o real”, explicou à Reuters João Leal, economista da Rio Bravo Investimentos.

Dados melhores da economia respaldam expectativas de que os juros não caiam mais –o que melhora a atratividade do real para operações com arbitragem de taxas de juros (“carry trade”). Além disso, uma economia em retomada tende a aumentar o interesse de players estrangeiros por investimentos no Brasil, o que se traduziria em maior fluxo de capital, elevação da oferta de dólar e consequente queda do preço da moeda.

Diante dos dados econômicos recentes, alguns analistas voltavam as atenções para a inflação brasileira, com o dólar em patamares elevados sendo apontado como impulso a alguns preços domésticos.

Números da Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgados nesta quinta-feira mostraram que os preços no atacado dispararam para o maior nível em 26 anos na primeira prévia de setembro, levando o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) a acelerar a alta para 4,41%.

“O que presenciamos agora é o ‘rebound’ (impulso) do proposto câmbio alto (…) na inflação brasileira, já que estimular fortemente as exportações agrícolas e pecuárias repercute internamente nos preços dos alimentos de forma imediata e repõe ao cenário brasileiro o processo inflacionário, perceptível nas redes distribuidoras”, escreveu Sidnei Moura Nehme, economista e diretor executivo da NGO Corretora.

Na última sessão, a moeda norte-americana à vista havia registrado queda de 1,23% contra o real, a 5,3000 reais na venda.

Neste pregão, o Banco Central fez leilão de swap tradicional para rolagem de até 12 mil contratos com vencimento em março e julho de 2021, em que vendeu o total da oferta.

Fonte: Read More

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.