Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Dólar tem queda ante real após ganhos recentes; mercado foca política e dados dos EUA

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar caía acentuadamente contra o real nos primeiros negócios desta quinta-feira, após registrar forte ganho na sessão anterior, com os investidores de olho na política local e em dados sobre emprego dos Estados Unidos.

Na quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro ensaiou um discurso alinhado com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-RJ), em defesa da manutenção do teto de gastos e da responsabilidade fiscal, em meio a incertezas na equipe econômica que têm elevado a cautela dos investidores sobre a agenda de reformas no Brasil.

“Hoje o mercado está digerindo o pronunciamento de Bolsonaro, que passa uma mensagem positiva, mas ainda há muita dúvida em relação ao quadro fiscal”, disse à Reuters Flávio Serrano, economista-chefe do banco Haitong, que também citou melhora depois do movimento da véspera, quando o dólar saltou 0,70%, a 5,45265 na venda, mesmo com intervenções do Banco Central no câmbio.

No total, o BC vendeu o equivalente a 1 bilhão de dólares na quarta-feira com a colocação de 20 mil contratos de swap cambial, o que, segundo Serrano, aconteceu porque o movimento do real divergia de outras divisas arriscadas.

“O BC atuou porque viu um movimento que destoava do resto do mercado global. Ele sempre age dessa mesma forma: avalia o que está acontecendo e se é um movimento coordenado com economias emergentes, visando evitar a volatilidade.”

O Banco Central também anunciou que dará início na próxima segunda-feira à rolagem de contratos de swap cambial tradicional com vencimento em outubro.

Enquanto isso, no cenário internacional, o otimismo predominava depois que o número de norte-americanos que buscaram auxílio-desemprego caiu para menos de um milhão na semana passada pela primeira vez desde o início da pandemia de Covid-19.

Às 10:15, o dólar recuava 0,54%, a 5,4230 reais na venda, enquanto o principal contrato de dólar futuro tinha queda de 0,42%, a 5,4165 reais.

Pares arriscados do real, como peso mexicano, rand sul-africano, lira turca e dólar australiano, registravam ganhos contra a moeda norte-americana, que também perdia força ante uma cesta de pares fortes.

Apesar do ajuste desta quinta-feira, o dólar ainda acumula ganhos de quase 35% contra o real em 2020, impulsionado por um cenário de juros baixos e de incertezas políticas e econômicas: “O dólar vem sendo já há algum tempo uma fonte de proteção do mercado”, explicou Flávio Serrano.

Fonte: Read More

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.