Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Dólar tem volatilidade ante real após perdas acentuadas e de olho em estímulos econômicos

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar operava com volatilidade ante o real nesta quinta-feira, depois de ter chegado a cair mais de 1% nos primeiros minutos de negociações, com os investidores ajustando suas posições e reagindo a anúncios de mais estímulo econômico na zona do euro.

Às 10:51, o dólar avançava 0,98%, a 5,1126 reais na venda.

Nos primeiros minutos do pregão, o dólar spot caiu à minima intradia de 5,0254 reais na venda, perda de quase 1,2%, antes de recuperar terreno. Na máxima, a moeda norte-americana foi a 5,1415 reais, alta de 1,08%.

“Eu acho que está havendo uma realização”, disse à Reuters Luciano Rostagno, estrategista-chefe do banco Mizuho.

“Hoje teve o BCE anunciando aumento no seu programa de compras de ativos, e tudo isso é bom para os mercados e favorece uma abertura positiva, mas temos que reconhecer também que os mercados andaram muito nos últimos dias. É natural que haja realização, ainda mais com bastante incerteza no horizonte, aqui e lá fora.”

Nesta quinta-feira, o Banco Central Europeu intensificou seu programa de estímulo para impulsionar a economia da zona do euro, aumentando o tamanho do seu Programa de Compra de Emergência Pandêmica em 600 bilhões de euros, para 1,35 trilhão de euros.

Enquanto isso, nos Estados Unidos, dados mostraram que o número de norte-americanos que solicitaram auxílio-desemprego caiu abaixo de 2 milhões na semana passada pela primeira vez desde meados de março.

Apesar das notícias positivas, ativos arriscados — como as ações europeias e moedas de países emergentes — operavam em território negativo, após um forte rali esta semana.

No Brasil, as atenções seguem no noticiário político, de olho nos desdobramentos relacionados aos desentendimentos entre os poderes.

Na quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro sancionou lei que extingue o fundo de reservas monetárias, mas vetou a destinação desses recursos –estimados em mais de 8,6 bilhões de reais– para o combate ao coronavírus, surpreendendo deputados, segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Em meio a um cenário de incerteza política, crescimento fraco e juros em mínimas históricas, o dólar já acumula alta de cerca de 27% contra o real em 2020. Mesmo assim, já registrou várias perdas nas últimas semanas desde que ficou a poucos centavos de superar 6 reais em meados de maio.

Para analistas, o futuro da moeda ainda é incerto, e muitos descartam uma recuperação definitiva do real. Luciano Rostagno disse que acha “difícil ver o real sendo negociado abaixo do patamar de 5 reais por dólar por um período prolongado de tempo. No curto prazo ainda há muita incerteza, que deve impedir a moeda de cruzar esse nível de forma sustentável”.

Na véspera, a moeda norte-americana à vista fechou em queda de 2,38%, a 5,0862 reais na venda.

O Banco Central ofertará nesta quinta-feira até 12 mil contratos de swap tradicional para rolagem com vencimento em setembro de 2020 e fevereiro de 2021.

Fonte: Read More

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.