Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Lagarde prepara cenário para revisão de estratégia no BCE semelhante à do Fed

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Por Francesco Canepa e Balazs Koranyi

FRANKFURT (Reuters) – A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, preparou o cenário nesta quarta-feira para mudar a estratégia do BCE e alinhá-la à do Federal Reserve, possivelmente incluindo o compromisso de deixar a inflação ultrapassar a meta da instituição após ter ficado baixa por muito tempo.

A inflação na zona do euro tem ficado aquém da meta do BCE — atualmente fixada como “abaixo, mas perto de 2%” — durante anos, apesar do estímulo cada vez mais agressivo do banco central, que levou sua principal taxa de juros abaixo de zero e comprou mais de 3 trilhões de euros em ativos.

Na sua primeira atualização sobre a revisão em curso da estratégia do BCE, Lagarde também abriu a porta para dar ao banco central menos tempo para atingir o seu objetivo.

Espera-se que o BCE siga os passos do Fed, que disse no mês passado que visaria inflação média de 2%, de modo que os períodos em que os preços cresçam muito devagar precisem ser compensados por períodos de inflação mais acelerada, e vice-versa.

“Se confiável, tal estratégia pode fortalecer a capacidade da política monetária de estabilizar a economia quando confrontada com seu limite inferior”, disse Lagarde em um evento.

Ao contrário do Fed, que tem o mandato duplo de alcançar o emprego máximo e preços estáveis, o único objetivo do BCE é a estabilidade de preços durante um “médio prazo” não especificado.

Mas Lagarde chamou este mandato de “hierárquico”, argumentando que uma definição flexível de médio prazo permite evitar o aperto da política monetária e a “restrição desnecessária de empregos e crescimento” no caso de um choque temporário.

Por outro lado, ela acrescentou que o persistente fracasso do BCE em cumprir a meta de inflação poderia alimentar as expectativas de inflação e, portanto, “exigiria um horizonte de política monetária mais curto.”

Ambos os argumentos implicam que o BCE precisaria continuar ou mesmo aumentar sua política de estímulo agressivo, uma vez que se espera que a inflação fique abaixo da meta nos próximos anos.
Fonte: br.investing.com

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.