Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Libra pode chegar a US$ 1,35 se o sentimento positivo de risco continuar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Por Yasin Ebrahim

Investing.com – A libra manteve a maior parte de seus ganhos em relação ao dólar na segunda-feira (10), antes dos principais dados que serão divulgados no final desta semana, com alguns investidores sugerindo que mais altas podem estar no horizonte caso os investidores continuem a favorecer o risco.

“Nas últimas duas semanas, a libra esterlina foi a moeda do G10 com melhor desempenho. A menos que haja uma deterioração mais ampla no sentimento geral de risco do investidor, a libra esterlina parece bem posicionada para estender seu avanço no curto prazo”, disse o MUFG em nota.

Às 16h31 (horário de Brasília), o par GBP/USD, subia 0,16% para US$ 1,3073, após subir para uma máxima na sessão de US$ 1,3104.

O movimento mais recente de alta da libra veio antes dos principais dados econômicos, incluindo uma atualização sobre o mercado de trabalho e o PIB do segundo trimestre, com vencimento no final desta semana.

A libra, que está em uma seqüência de vitórias de dois meses, está se aproximando de níveis que, se superados, podem colocá-la em um curso para testar uma máxima de mais de oito meses.

“Se a libra for capaz de ultrapassar 1,3200, ponto das máximas do início deste ano, isso abrirá as portas para um teste da máxima de dezembro de 2019, perto de 1,3500”, acrescentou o MUFG.

O movimento de alta da libra também foi ajudado por dados de que as vendas líquidas – apostas em uma queda – na moeda diminuíram.

A posição curta líquida dos especuladores sobre a libra caiu na semana até 4 de agosto, mostraram dados de posicionamento semanais da CFTC.

É improvável que a libra esterlina enfrente um caminho suave de alta, já que ainda existem riscos à frente, incluindo incertezas sobre um acordo pós-Brexit e a perspectiva de um impacto causado pelo vírus na economia.

O Reino Unido e a UE devem continuar as negociações comerciais pós-Brexit ao longo do outono do hemisfério norte até 2 de outubro, que alguns legisladores da UE marcaram como uma data potencial para a conclusão das negociações.

Fonte: Read More

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.