Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Libra Recua Enquanto Johnson busca apoio para plano Brexit antes da votação

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Por Yasin Ebrahim

Investing.com – A libra recuou após as altas da sessão na segunda-feira (14), enquanto o primeiro-ministro Boris Johnson continuava a defender um projeto de lei polêmico que ameaça destruir a perspectiva de um acordo pós-Brexit com a União Europeia antes da votação de hoje.

O par GBP/USD subia 0,47% para US$ 1,2854, abaixo de uma alta da sessão de US$ 1,2919.

Antes de uma primeira votação parlamentar sobre o Projeto de Lei do Mercado Interno às 19h de hoje (horário de Brasília), Boris Johnson sugeriu que a legislação era necessária para evitar uma situação em que “nossos colegas da UE acreditam seriamente que têm o poder de dividir nosso país”.

O projeto de lei, publicado na semana passada, busca criar regras comuns que se apliquem a todo o Reino Unido, incluindo Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales. Provavelmente entraria em conflito com os termos-chave do acordo de retirada que exige que a Irlanda do Norte, no período pós-Brexit, siga as regras da UE a fim de evitar uma fronteira dura com a República da Irlanda.

Espera-se que a legislação seja aprovada no primeiro processo parlamentar, apesar de vários membros do partido conservador de Johnson se recusarem a seguir a linha do partido e apoiar o projeto.

A votação ocorre poucos dias depois de os líderes europeus ameaçarem abandonar um acordo comercial entre o Reino Unido e a UE se o primeiro-ministro avançar com a legislação.

O movimento de alta da libra pode ser de curta duração antes da reunião do Banco da Inglaterra no final desta semana.

Especialistas sugeriram que o banco central poderia renovar sua perspectiva cautelosa sobre a economia e preparar o caminho para mais flexibilização em novembro.

“Se a comunicação recente servir de guia, o banco central sinalizará que a flexibilização quantitativa continua sendo a ferramenta marginal de escolha, o que deve se traduzir em um pequeno movimento para baixo nos rendimentos, provavelmente abafado pelo ruído do Brexit”, disse o ING em nota. “Em suma, o debate sobre mais flexibilização monetária está adicionando risco de queda a uma recuperação muito superficial nas taxas de juros da libra.”

Fonte: Read More

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.