Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

MDIC atribui queda das importações e superávit a desaquecimento da economia

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

MDIC atribui queda das importações e superávit a desaquecimento da economia

13-10-2015 11:07

O desaquecimento da economia é o principal responsável pela forte queda nas importações do País, o que se refletiu sobre o resultado da balança comercial de setembro, que registrou superávit de US$ 2,944 bilhões, o melhor número para o mês desde 2011. A avaliação é do diretor de Estatística e Apoio à Exportação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Herlon Brandão. A queda nos importados foi de 32,7% em comparação a setembro de 2014.

De acordo com o diretor, ainda é cedo para definir de forma clara qual o impacto da alta do dólar na balança comercial. Ele ressaltou, entretanto, que a variação do câmbio observada nos últimos meses encarece a importação. “A tendência é diminuir”, disse.

Brandão estima que é possível que o saldo comercial brasileiro chegue a US$ 15 bilhões de superávit em 2015. A última estimativa do governo era que o ano fecharia com saldo positivo de US$ 12 bilhões.

Sobre o resultado de janeiro a setembro, o diretor ressaltou que o superávit foi ampliado significativamente em relação em 2014, quando o resultado estava negativo em US$ 742 milhões no período. Segundo ele, de janeiro a setembro, houve um grande aumento na quantidade de produtos exportados pelo País (7,2%), ao mesmo tempo que a queda nos preços dos produtos embarcados foi mais expressiva (-21,6%).

A maior parte do saldo comercial acumulado deste ano, de US$ 10,246 bilhões, foi puxada pelo resultado da conta petróleo, que reduziu seu déficit em US$ 9,3 bilhões de janeiro a setembro, comparado com o mesmo período de 2014. O déficit da conta foi de US$ 12,9 bilhões em 2014 para US$ 3,6 bilhões em 2015. “Já era esperada essa contribuição da conta petróleo para o saldo da balança”, disse Brandão.

O diretor ressaltou ainda que setembro teve o primeiro crescimento mensal de exportações para a China em 2015, de 22% na comparação com setembro de 2014. Grande parte da alta foi motivada pelo embarque de uma plataforma de petróleo no valor de US$ 394 milhões. Sem esse produto, o saldo positivo teria registrado crescimento de 3,7%.

Fonte: https://www.portalsoma.com.br/economia/economia-geral/mdic-atribui-queda-das-importacoes-e-superavit-a-desaquecimento-da-economia-2015-10-01-21-31.html

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.