Saiba como a WTM do Brasil pode ajudar sua empresa a Regularizar os Dados das suas Declarações na DIRF desse ano.

Empresas brasileiras podem ter conta bancária no exterior?

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Muitas empresas acreditam que para ter uma conta bancária no exterior é preciso ter uma empresa domiciliada e constituída no país estrangeiro. Existem alguns casos em que esta ação pode ser necessária, mas há alternativas para a abertura de conta sem a necessidade de ter empresa no exterior. Então, sim! É possível que empresas brasileiras com os seus CNPJs abram uma conta no exterior.

 

Atualmente no Brasil, só é possível manter uma conta em reais, mas cada vez mais cresce o número de empresas fazendo negócios internacionais e, com isso, a possibilidade de ter uma conta estrangeira para facilitar as transações financeiras se torna muito atraente. 

 

Há muitas pessoas, principalmente empresas, que gostariam de ter a oportunidade de receber e manter valores em moeda estrangeira que tenham uma menor volatilidade e maior valorização comparada a moedas de outros países. 

 

Apesar de ser possível receber em outras moedas no Brasil, não podemos manter o saldo em moeda estrangeira, sendo a empresa obrigada a converter os valores para reais. Por isso, uma alternativa é a empresa brasileira abrir uma conta bancária no exterior. 

 

Possuir uma conta bancária no exterior serve, principalmente, para facilitar o recebimento e pagamento de valores diretamente no exterior, sem a necessidade de trazer esses valores ao Brasil. Porém, como qualquer conta bancária existem diferenciais, que dependem do tipo de conta e de qual banco realizou a sua abertura. 

 

Não se deve esquecer que se trata de uma conta brasileira domiciliada no exterior, onde as movimentações dessa conta deverão ser declaradas no Brasil, além de possuir algumas outras obrigações. 

 

Há alguns tipos de operações com o exterior que estão sujeitos a registro no Bacen. Uma empresa brasileira, por exemplo, que receba investimento direto de uma pessoa física ou jurídica estrangeira, deve obrigatoriamente receber a integralização do capital social em reais em conta bancária no Brasil, sem esquecer de realizar o registro dessa operação no Registro de Investimento Estrangeiro Direto (RDE-IED).

 

Independente das obrigações que a empresa passe a ter após à abertura dessa conta estrangeira, são muitas as vantagens, principalmente se a mesma possui grande volume de operações internacionais.

 

Como abrir uma conta bancária no exterior de forma eficiente?

Para simplificar esse processo de vender serviços e tecnologia e tendo a possibilidade de manter o valor desse recebimento em moeda estrangeira, a WTM oferece uma nova alternativa aos seus clientes, que é a abertura de contas no exterior pelo seu intermédio. Essa ação facilitará também empresas que, além de receber, realizem pagamentos de serviços, por ser uma forma mais simples e rápida de realizar essa transação diretamente no exterior. 

 

Mas, além dessas facilidades, há alguns outros benefícios, como:

 

Benefícios de ter uma conta bancária no exterior

 

Conte sempre com o suporte de um agente autorizado que já conheça os trâmites do país em questão e que tenha parcerias com bancos estrangeiros, a fim de facilitar a criação dessa conta. 

 

Nós da WTM, podemos auxiliar neste processo de abrir e manter contas internacionais de maneira simples, rápida e atendendo os requisitos legais envolvidos. Entre em contato com o nosso time, que teremos o prazer em ajudar a sua empresa.

Como abrir uma conta bancária no exterior?

 

Fontes: Ozai, Sociedade Internacional, Santander.

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype

[Curso] Como e por que declarar na DIRF e ECF as transações de serviços com o exterior?

Mais de 90% das empresas omitiram Serviços do Exterior na DIRF 2021 e vão repetir o erro na ECF. Na maioria dos casos essas operações foram omitidas por problemas de comunicação entre quem contrata e quem paga esses serviços, pois a informação e os documentos não chegam com qualidade para a área contábil…

[Curso] Como e por que declarar na DIRF e ECF as transações de serviços com o exterior?

Mais de 90% das empresas omitiram Serviços do Exterior na DIRF 2021 e vão repetir o erro na ECF. Na maioria dos casos essas operações foram omitidas por problemas de comunicação entre quem contrata e quem paga esses serviços, pois a informação e os documentos não chegam com qualidade para a área contábil…

Quer ter acesso a
materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

Consultoria gratuita

Informe seus dados e comece a decolagem da sua empresa com a WTM International.
  • Hidden
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.