Conheça o WTM Finance! Solicite Fechamento de Câmbio de sua Empresa via WhatsApp

Serenidade, confiança e mente blindada!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Como um empreendedor da área internacional está passando pelos efeitos do COVID-19?

Itajaí, 20 de março de 2020 – Lisandro Vieira – CEO WTM International

Fiquei em silêncio essa semana, observando tudo com calma e pensando antes de dizer algo, só gosto de me expressar quando tenho algo útil ou positivo a dizer. Sobre o problema já temos informações em excesso.

Li textos da Lúcia Haracemiv, do DNA de vendas e do Marcelo Salomão Guimarães que me inspiraram e resolvi compartilhar um pouco do que acredito ser o certo a fazer.

O que vem pela frente?

Nossos dias têm sido difíceis e os próximos serão ainda mais, mas fique tranquilo, mantenha a calma e não entre em pânico! Ele não ajuda em nada, acredite.

É importante sabermos que veremos os números de casos e de mortes por corona vírus crescerem nos próximos dias, isso é inevitável. O que podemos evitar é que a curva cresça rápido demais, sobrecarregando o sistema de saúde e causando a falta de estrutura para atendimento. Por isso o isolamento.

Vamos ter que ficar em casa sim, mas enquanto isso, podemos nos alimentar de coisas positivas, cuidar de nossa saúde física e mental. Sairemos de todo esse processo muito mais fortes e preparados para tempos difíceis.

Outra coisa que podemos fazer é evitar que tenhamos mais infectados pelo pânico do que pelo próprio vírus, a começar por nós mesmos.

Vamos nos manter informados sim, mas escolhendo muito bem as fontes (o que não inclui o whatsapp), vamos filtrar (e muito) os conteúdos que consumimos e compartilhamos. Eu só consumo aquilo que me ajuda a tomar decisões importantes para a família, colaboradores, clientes e amigos.

Vamos enfrentar este momento com sobriedade, como homens e mulheres fortes. As coisas vão piorar agora, mas logo depois de tudo isso viveremos um tempo de reconstrução. Vamos valorizar ainda mais a liberdade, os amigos, a família, o trabalho, um abraço, um aperto de mão!

A maioria absoluta de nós vai passar por esta crise, a diferença será a maneira como cada um a enfrentará. Eu quero olhar para trás daqui a alguns meses e me orgulhar das decisões e atitudes, convido você a fazer o mesmo.

Não sou vidente, guru ou cientista para prever o futuro, mas acredito que depois que isso tudo passar teremos muito trabalho pela frente. A crise vai deixar “mais falidos do que falecidos” como estão dizendo por aí.

Viveremos um tempo de escassez, mas também de oportunidades!

E os colaboradores, o que fazer com eles?

Eles vão precisar de você e você vai precisar deles! São os trabalhadores que sustentam a economia, precisamos preservar os empregos e aumentar nossa chance de recuperação.

Se tem alguém que pode ajudar a sua empresa a se recuperar dos efeitos danosos da crise é aquele colaborador que vai precisar muito da sua renda para repor itens escassos em casa quando a vida começar a voltar ao normal.

Todos terão muito tempo para ficar em casa, repensar a vida, os valores e a importância do trabalho. Acredite, seu colaborador vai voltar abraçando o emprego como um náufrago abraçaria uma boia em alto mar!

A economia já se reergueu depois de guerras, ela sempre dá um jeito! Quando o comércio reabrir, terá muita coisa em estoque para queimar, haverá promoções, descontos, linhas de crédito públicas e privadas.

Quando os estoques baixarem o comércio precisará de reposição e as indústrias retomarão seu crescimento. No setor de serviços teremos muitas oportunidades surgindo para quem for atento, criativo e transformar cada problema em uma nova solução.

E o home office?

Sobriedade! Home office não é motivo para marketing e promoção, mas sim uma questão de saúde, bom senso e PRIVILÉGIO!

Sim, privilégio. Os que podem seguir suas atividades no conforto (ou nem tanto) de seus lares, assegurando a continuidade de sua renda, podem se considerar pessoas de sorte, pois isso infelizmente não é possível para o motorista de Uber, para o vendedor ambulante, para quem depende do turismo e tantos outros cidadãos que estão privados da possibilidade de assegurar sua renda.

Webinar - Como Reduzir Custos Durante A Crise Covid-19

Inscreva-se para a Webinar sobre o Como Reduzir Custos Em Tecnologia E Serviços Importados Durante A Crise Covid-19

E como fica o comércio exterior enquanto isso?

Felizmente temos excelentes profissionais nos setores público e privado trabalhando para que ao menos os serviços essenciais possam seguir.

Eu posso destacar alguns que acompanho de perto, Dr. José Augusto de Castro, da AEB, Nívio dos Santos, da Feaduaneiros, André Seixas, da Usuport, Ministro Tarcísio de Freitas, da Infra Estrutura, Ministra Tereza Cristina, da Agricultura e tantos outros que estão trabalhando para garantir que, com a devida segurança dos trabalhadores portuários e preservação dos grupos de risco, nossas operações de comércio exterior possam seguir funcionando, até porque o Brasil é um grande exportador de alimentos e o mundo precisa comer, também precisamos de medicamentos e outros itens fundamentais que entram e saem por portos e aeroportos.

O comércio exterior é frágil e sensível a praticamente todo e qualquer evento que afete a economia mundial, mas ao mesmo tempo é forte e sempre se reconstrói, especialmente no Brasil, onde estamos acostumados a enfrentar dificuldades diárias em nossas operações.

Já na área de tecnologia e serviços internacionais, estamos tendo uma pausa momentânea, praticamente todos os países estão sendo ou serão afetados nas próximas semanas, novos contratos estão sobre as mesas, todo mundo observando o que vai acontecer e aguardando para tomar as melhores decisões.

Mesmo sabendo que a realidade nos impõe mais alguns meses de velocidade reduzida, eu sou otimista, acredito que assim que os efeitos do vírus passarem e as curvas de pessoas curadas superarem a de novas infecções, todos vão voltar para o mercado querendo recuperar o tempo perdido.

Teremos viagens, agendas lotadas, eventos e mais eventos que foram suspensos agora, mas que serão retomados depois. Nossa vida vai voltar ao normal e teremos muito prazer em retomar aquela deliciosa loucura do dia a dia, da qual muitos já sentem falta!

Claro que voltaremos diferentes, pelo menos com um álcool gel na mala! ?

Maiores e mais fortes a cada desafio!

Todos nós já enfrentamos algum grande desafio sozinhos, agora estamos enfrentando juntos! Eu escolho utilizar esse momento como um grande aprendizado, escolho ser forte, sereno e sóbrio! Esse é o exemplo que quero dar aos meus filhos, não importa o tamanho do desafio, nossa coragem e força de vontade é sempre maior!

Vamos mostrar ao mundo que o Brasil não é só um grande parceiro comercial, vamos mostrar que somos um povo forte e que cresce na dificuldade.

Verás que um filho teu não foge a luta!

Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra!

Eu decidi lutar e pensar positivo, e você?

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on email

Fale com um Consultor

Quer ter acesso a materiais gratuitos?

Cadastre-se em nossa Newsletter:

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Informe os dados abaixo para receber um diagnóstico sem compromisso direto em seu WhatsApp!

Ligamos pra você!

Informe seus dados de contato para receber a ligação de um dos nossos consultores nos próximos minutos.

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.